Neste mês de março, será iniciado o projeto Protagonismo Digital, uma ação realizada pelo Governo do Estado de São Paulo por meio do Proac (Programa de Ação Cultural) e pela Associação Celeiro Cultural, com apoio da Escola Estadual Arno Hausser e da Prefeitura Municipal de Ilha Solteira. O objetivo do projeto é promover a valorização das identidades de adolescentes e jovens de Ilha Solteira, por meio da oferta de oficinas que lhes permitam ser protagonistas de suas histórias, registrando suas memórias utilizando seus aparelhos celulares.

Para isso, o projeto Protagonismo Digital irá envolver jovens estudantes da Escola Arno Hausser, que participarão de oficinas nas quais aprenderão a utilizar seus próprios celulares para registrar suas histórias. Todas as oficinas serão direcionadas para a exploração de uma temática, que será a história do bairro Jardim Aeroporto, de Ilha Solteira. A ideia é que estes jovens possam resgatar a história do bairro e registrá-la, utilizando diversos recursos tecnológicos. Todo este processo será registrado no site do Celeiro Cultural, no endereço www.celeirocultural.com.br.

O projeto Protagonismo Digital é formado por três oficinas: vídeo, fotografia e mídias digitais. Cada uma destas oficinas abordará as potencialidades dos recursos tecnológicos enquanto instrumento de emancipação e valorização identitária. A primeira delas será a oficina de vídeo, com o produtor cultural Evandro Leroes e a jornalista e fotógrafa Ana Terra Bandeira. Nesta oficina, serão oferecidas noções de cada etapa da produção de um vídeo: da ideia original à edição, passando pelo roteiro e operação de câmera, além de iluminação, áudio, captação de imagem e edição. A oficina acontece nesta segunda-feira, 20 de março, a partir das 8h, na Biblioteca Municipal Assis Chateaubriand. A atividade é gratuita. Outras informações podem ser obtidas por meio do site www.celeirocultural.com.br ou na fanpage www.facebook.com/celeiroculturalisa.