Mais da metade das crianças e gestantes ainda não foram vacinadas contra a gripe em Ilha Solteira. Já entre os idosos, a adesão é maior.

A campanha segue até o dia 31 de maio, em todas as unidades de saúde de Ilha Solteira.

De acordo com o último balanço divulgado pela Vigilância Sanitária, só foram imunizadas 637, das 1400 previstas (43,57%). Já entre as gestantes, das 214 previstas, apenas 106 foram vacinadas (49,53%).

A vacinação também segue abaixo da meta, também, entre os profissionais de saúde (públicos e privados). Dos 977 previstos, 536 foram imunizados.

O único grupo que já atingiu a meta foi o formado por mulheres que tiveram filho recentemente. Todas foram vacinadas. Já entre os idosos, o índice está em 73,28% (2660, do 3600 previstos).

A vacinação acontece na UBS 3 e nas unidades do Programa de Saúde da Família do Passeio Palmares, do Bela Vista, do Jardim Aeroporto e da zona sul.

Em Ilha Solteira, a meta é vacinar 8,3 mil pessoas. Idosos são a maioria, 3,6 mil, seguido por crianças, 1,4 mil.

Para os grupos que não foram considerados prioritários, a vacinação não deve ser liberada.

Além de proteger contra a gripe comum, a vacina também protege contra a gripe suína (H1N1). A contraindicação da vacina é para quem tem alergia severa ao ovo.

 

Departamento de Comunicação