O Município de Ilha Solteira possui uma malha de 128 Km de redes coletoras e emissários de esgoto, responsáveis pela coleta de todo esgoto produzido no Município que fazem a condução deste esgoto até as Lagoas de Tratamento de Esgoto do Município. As redes coletoras foram construídas a mais de 45 anos houve a necessidade de abrigar os “barrageiros” que vieram residir em Ilha Solteira, para construção da Usina Hidroelétrica.

Naquela época não se utilizava o PVC para construção de redes coletoras, em Ilha Solteira exceto os novos bairros criados depois da emancipação da cidade, todas as redes de esgoto foram construídas com Manilhas de Barro Vidrado. Com mais de 45 anos de utilização as mesmas estão em estágio avançado de deterioração e um exemplo disto é que quando há necessidade de desobstrução da rede por varetas de aço em muitos casos a vareta atravessa a parede da manilha, saindo da rede com a ponta de desobstrução tomada por barro. Este método de desobstrução é utilizado até os dias de hoje. 

Com a aquisição do equipamento de última geração feito pela Prefeitura, toda desobstrução será feita através de hidrojateamento, ou seja, por água com alta pressão que através de uma mangueira introduzida nos poços de visitas que dão acesso as redes coletoras, nesta mangueira existe uma ponta com vários furos que fazem o jateamento da água nas paredes das redes. O equipamento adquirido tem reservatório com capacidade de  2.500 litros, bomba com vazão de 128 litros por minuto e pressão de serviço de até 120 KgfCm2 o que dá condições ao DAE de realizar desobstrução de rede de esgoto com até 400 mm de diâmetro.

Uma equipe de técnicos do Departamento de Água e Esgoto esteve na empresa em São Carlos – SP no último dia 31/01, onde foi fabricado o equipamento para acompanhar os primeiros testes com o novo sistema e receber as primeiras instruções de utilização. Os técnicos ficaram impressionados com a eficiência do sistema

Segundo o Prefeito Otávio Gomes, foram investidos R$ 204,000,00 na compra do equipamento com o fornecimento do caminhão pelo Município “esta é uma reivindicação antiga do DAE – Departamento de água e Esgoto que é atendida para melhorar não só as condições de trabalho destes servidores, mas principalmente realizar os serviços de desobstrução de esgoto com maior eficiência, menos tempo e consequente menos transtornos a municipalidade”.