A Equipe da Vigilância Sanitária esteve presente da Feira do Verde da Escola "Arno Hausser" com a  mostra de criadouros do Escorpião, bicho barbeiro, Mosquito Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika vírus, febre chikungunya. 

Agentes da Saúde estão intensificando o alerta sobre os riscos de aparecimento de escorpiões na área urbana de Ilha Solteira haja vista a época do ano ser propícia para o surgimento do escorpião devido clima quente e úmido.

O escorpião se esconde em locais úmidos e escuros, como entulhos, tapetes, pias e tanques, além de túmulos do cemitério e margens de rio. A melhor formar de se prevenir é colocando tela em ralos e não deixar entulho e lixo doméstico exposto, pois esse material atrai baratas, e, conseqüentemente, escorpiões.

Outra orientação é tomar cuidado ao manusear sapatos, cobertas e cortinas e mexer em fundo de gavetas. Apesar de a espécie de escorpião amarelo ser mais agressiva, os cuidados também são válidos para evitar o aparecimento da espécie marrom, pois são peçonhentos e podem causar acidente.

Sintomas

A picada por escorpião leva à dor no local, de início imediato e intensidade variável, com boa evolução na maioria dos casos, porém crianças podem apresentar manifestações graves, como náuseas e vômitos, alteração da pressão sangüínea, agitação e falta de ar.

Em caso de incidente é necessário procurar, imediatamente, o pronto-socorro, para o bloqueio anestésico, já que o atendimento é de urgência. O paciente fica em observação e, em caso de desenvolver sintomas mais graves, que exija a aplicação do soro anti-escorpiônico.