A Secretaria Municipal de Bem Estar Social, Cultura e Turismo é o órgão encarregado de desenvolver as Políticas e as  atividades relativas à assistência social, a cultura e o turismo, no Município de Ilha Solteira,  coordenando-os e executando programas assistenciais, culturais e turísticos para o  desenvolvimento comunitário sustentável, competindo de forma geral,  propor e atuar na formação e capacitação de recursos humanos, visando a melhoria da qualidade de ações e serviços prestados ao segmento; acompanhar, assessorar e fiscalizar a aplicação dos recursos repassados ao Município por entidades governamentais ou não governamentais, assegurando a sua destinação à assistência aos mais necessitados; estimulando e propondo, junto a órgãos públicos e privados, a criação de projetos sociais especificamente nas áreas de promoção e proteção social à pessoa com deficiência, visando a estimulação de suas potencialidades físicas, artísticas e intelectuais e culturais, entre outros; conhecer e deliberar sobre as questões e matérias de sua competência; promover a assistência social em todos seus aspectos, assim como a cultura e o turismo, em conformidade com o planejamento anual a ser adotado e desenvolvido nestas  áreas de atuação de assistência social, cultural e turística, vinculado ao programa de Governo administrativo Municipal. Prestar assistência ao idoso desamparado ou não através de centros de convivências, à criança e ao adolescente em situação de risco pessoal e social, através de creches e atividades sócio-educativas; promover eventos culturais e turísticos que visem a valorização do ser humano; auxiliar a Administração Municipal na programação e desenvolvimento de eventos socioculturais, recreativos e educacionais em benefício da população menos favorecida; promover e coordenar cursos de formação de grupos, incentivando a iniciação ao trabalho, à produção e as artes em todas as suas modalidades; apoiar as associações de classes e grupos de trabalhos comunitários no Município;  promover ações que visem dar continuidade aos objetivos e programas assistenciais, podendo, para tal fim, assinar convênios da administração direta ou indireta da União, do Estado, do próprio Município e outros organismos nacionais e internacionais, governamentais ou não governamentais e assistência a moradia.